Direção Defensiva
O que é Direção Defensiva?
Como Dirigir: Cuidados
Legislação de Trânsito
Fale Conosco
Mapa do Site








O que é Direção Defensiva?
 
Milhares de pessoas, sejam elas com carro ou ônibus enfrentam todos os dias o trânsito. Os que moram em cidades grandes, sabem como é desgastante um engarrafamento para o trabalho, e na volta dele também. O estresse toma conta de muitos motoristas, que perdem a paciência rapidamente.

Perder a paciência no trânsito é perigoso. Já ocorreram batidas por causa de discussões bobas em trânsito, devido ao alto nível de estresse. Às vezes, os iniciantes na direção se sentem reprimidos, adquirindo traumas por causa dos "reclamões" das estradas. O fato é: precisa-se de motoristas e não apenas pessoas que saibam fazer um carro andar.

Para ser um motorista, primeiramente,  é necessário ser prudente. Prudência é sinônimo de cuidado. Quem está nervoso, normalmente não tem muita atenção. Esse é um dos elementos da direção defensiva. É importante estar bem emocionalmente e não ceder às reclamações e pressões. É crucial se ater aos ensinamentos do Departamento de Trânsito.

Nas autoescolas, são ensinados passo a passo, como numa receita de bolo. Assim, devem ser seguidas as leis e placas de trânsito. Como ele é marcado por pequenos intervalos de tempo, o trânsito precisa de muita atenção do motorista. Agindo de acordo com as normas, o número de acidentes cairá consideravelmente.


Elementos da Direção Defensiva

homem carroA direção defensiva possui cinco elementos que são essenciais para uma boa conduta no trânsito. Conhecimento, Atenção, Previsão, Decisão e Habilidade. Não é qualquer pessoa que irá pegar um carro e sair pelo trânsito sem rumo. Antes de tudo, o conhecimento é fundamental. Saber  o que uma placa amarela, vermelha, azul e branca significam é fundamental, bem como os desenhos nelas inseridos.

A atenção é um bem precioso no trânsito, pois um minuto sem ela acarreta em um possível acontecimento indesejado. Por isso, ajeite os retrovisores, cheque os equipamentos de segurança e verifique a calibragem dos pneus. Tudo isso faz parte desse elemento. Em estradas, a atenção deve ser redobrada.
 
O motorista deve sempre se lembrar que não são apenas os automóveis que compõem o trânsito. Os pedestres e ciclistas estão constantemente nos acostamentos e cruzando as ruas. Por esse motivo, esse elemento se torna indispensável. Em estradas, a atenção deve ser redobrada, pois há animais e condutrores em alta velocidade.

O elemento previsão diz que o condutor deve estar atento e antever uma situação. Ele deve estar preparado para situações que apresentem perigo. Uma vez que o motorista é pego de surpresa, essa pode se tornar desagradável para ambos os lados, no caso de uma colisão entre dois ou mais veículos.

A pessoa que dirige um automóvel tem que estar física e psicologicamente bem. Não é aconselhável conduzir um carro apresentando cansaço e muito menos nervosismo. Os dois fatores podem influenciar na hora do motorista tomar uma decisão. Esse é outro elemento da direção defensiva.

Algumas colisões de veículos acontecem por causa de uma indecisão. No trânsito, não pode haver dúvida na hora de executar qualquer tipo de manobra. Um pensamento objetivo e absoluto ajuda bastante, além de evitar aquela buzinada desagradável, como também, um incidente, ou até mesmo acidente.

Habilidade. O que muitas pessoas pensam ter. A maioria dos 'ligeirinhos' do trânsito acham que  possuem esse atributo – o que não é verdade, de acordo com as leis de trânsito. Percorrer as vias em alta velocidade não é sinônimo de ser um bom motorista. A habilidade é a destreza que o motorista possui para saber conduzir corretamente o seu veículo, sem oferecer perigo a ele próprio e aos demais condutores.

Condições Adversas


As condições adversas são aquelas que podem atrapalhar o motorista, aumentando a possibilidade de acidentes. Alguns fatores prejudicam o rendimento do condutor e podem levá-lo a ser mais uma vítima do trânsito. Os elementos que constituem as condições adversas são: a iluminação, o tempo, as vias, o próprio trânsito, o veículo, entre outros.

A falta de iluminação atrapalha os motoristas. Mas também um excesso da mesma traz um empecilho. O ofuscamento causado por outros condutores, no momento em que ativam o farol alto, é considerado uma condição adversa, pois tira parte da visão do condutor que recebe a luz. Por isso, nas vias de mão dupla, é bom abaixar a luz alta quando outro motorista se aproxima.

Ao passar em túneis escuros, no período diurno, a mudança de luz causa uma espécie de ofuscação. Uma solução para esse fenômeno pode ser feita através de uma técnica bem fácil. Feche um olho e mantenha o outro aberto até o final do túnel. Ao sair, o motorista terá uma visão bem melhor do que estando com os dois abertos.

Outro fator que atrapalha bastante o condutor são as condições do tempo. A chuva é um grande contribuinte para acidentes no trânsito. Uma pista molhada é como um chão ensaboado. Havia uma propaganda que alertava sobre isso. Ela usava um slogan que dizia: 'choveu, virou sabão'. Trouxe à tona que o motorista precisa dirigir com atenção em situações com essa.

neblina.jpgEm casos de neblina, é essencial estar muito atento. O carro da frente é quase impossível de se enxergar, por isso, ela é considerada um elemento contra os condutores. A fumaça causada por incêndios, da mesma forma. Ou seja, a cautela se torna bem relevante.

As vias podem ser inimigas também, visto que muitas delas estão esburacadas, com as faixas apagadas e sem sinalização. Conhecer o veículo, saber do que ele precisa, além de checar todos os itens de segurança é imprescindível. As luzes de freio devem estar acendendo corretamente, os pneus tem que ser calibrados, o sistema de suspensão, os espelhos, extintor e etc.

Um congestionamento, os horários de grande fluxo de veículos e pessoas são empecilhos para os motoristas. Os ciclistas e animais nas ruas e estradas são coisas que entram na parte da atenção do condutor de veículo automotor.  As cargas levadas por um carro é considerada, quando não se encontra de acordo com a lei de trânsito, uma condição adversa.

Os passageiros e até o próprio condutor podem ser obstáculo no desenvolver da direção. Se, dentro do carro, há brigas, discussões ou passageiros que estão passando mal, como também, a lotação do veículo,  todos esses fatos podem atrapallhar o motorista na condução. Ele não pode estar abalado psicologicamente, sob efeitos de drogas e muito menos com estresse ou sono.

Para ser um bom condutor, é visível que devem ser seguidas algumas regras. No entanto, as habilidades e conhecimentos são indispensáveis para evitar um acidente e prejudicar a vida do ser humano. Lembrando que tudo isso que foi falado, é ensinado nas autoescolas. E existem vários cursos pelo Brasil, no que corresponde àdireção defensiva. Eles são oferecidos mais a quem vai dirigir viaturas e que realmente necessita.

Direção Ofensiva

Por mais que pareça que a direção ofensiva - por muitos, vista comicamente como uma forma de dirigir, em que você vai ofender o outro motorista por dirigir mal - tampouco é a que taxistas e motoristas de ônibus fazem, segundo alguns populares. A direção ofensiva é aquela usada por viaturas do governo, seja da saúde ou segurança pública. Ela é utilizada em casos extremos como emergência e perseguição.

Direção Evasiva
 
A direção evasiva consiste em manobras ofensivas em ações de fuga.